PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

 

De: Maria Lucia Massot
Para: Presidente do Brasil
Enviada em: Sexta-feira, 11 de Junho de 1999 12:17
Assunto: Favela Bairro

Senhor Presidente,

Como cidadã prejudicada pelo Favela Bairro implantado no Recreio dos Bandeirantes, contra o qual estou movendo uma ação judicial, e por sua causa morando num aparthotel, venho solicitar que antes da aprovação do contrato da Prefeitura com o BID pelo Ministério do Orçamento, seja exigido da Prefeitura:

1. esclarecer quais as favelas beneficiadas;

2. se há qualquer impedimento, quer pela Legislação Federal quer pela Legislação Estadual ou Municipal para sua implantação nas referidas favelas;

3. a aprovação dos projetos, tanto pela comunidade beneficiada como pela comunidade do entorno, que sofrerá suas consequências;

4. quais as medidas que serão tomadas para impedir o crescimento das mesmas.

entre outras questões

Agradeceria seu empenho, apesar de saber que sou apenas um grão de areia mínimo, sem grande importância para as autoridades municipais, mas certamente a cidade do Rio de Janeiro lhe será eternamente grata.

Maria Lucia Massot

http://www.geocities.com/Athens/Crete/6913

Favela-Bairro, a falência de uma política habitacional

"É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar. É melhor tentar ainda em vão, que sentar-se fazendo nada até o final. Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes em casa me esconder. Prefiro ser feliz,embora louco, que em conformidade viver." Martin Luther King


De: Presidência da República
Para: 'Maria Lucia Massot'
Enviada em: Sexta-feira, 11 de Junho de 1999 15:55
Assunto: RES: Favela Bairro

Prezado(a) Senhor(a),

O Presidente Fernando Henrique Cardoso recebeu sua mensagem de 11/06/99. O assunto é de competência do Ministério do Orçamento e Gestão.
Propomos que se dirija para o e-mail: info@mpo.gov.br, onde receberá orientação.
Atenciosamente,

Departamento de Documentação Histórica
Gabinete Pessoal do Presidente da República


Informações de copyright.
Última revisão: Outubro 10, 1999.