De: Maria Lucia
Para: Factóides & Factóides  factoides@openlink.com.br
Assunto: Desestress
Data: Quarta-feira, 2 de Setembro de 1998 22:03

O Sr. Cesar Maia aparece chorando na propaganda eleitoral, quando da sua visita ao favela bairro da Maré. Ao que parece está estressado. Convido-o a vir ao Recreio dos Bandeirantes aonde sua administração implantou o Favela Bairro Canal das Taxas, já que aqui poderá desestressar, tomando banho de piscina na casas populares, construídas com nosso dinheiro,e doadas gratuitamente aos favelados, falar nos inúmeros telefones instalados nos postes colocados por mim na Rua Leon Eliachar, em 1987, já que os "carentes"além de piscina, telefone, possuem também carros, inclusive do ano. Poderá nos automóveis dos "carentes" visitar as fazendas e sítios adquiridos por moradores "carentes"da favela, em seus estados de origem, sobretudo o Espírito Santo, que agradece seus favela bairro pelo Rio de Janeiro, aonde os "carentes"não pagam imposto, moram de graça numa área nobre, mas aplicam seus ganhos em terras legalizadas em seus estados. Poderá também sentar-se na rua como fazem as mulheres que receberam as casas populares, que não tendo nada para fazer, passam o dia fofocando, afinal, nós os idiotas pagamos a conta. Convido-o também a visitar uma proprietária de um lote na minha rua, com 82 anos e seu marido de 85 anos, médico aposentado pela Previdência, que ganha muito menos do que esses favelados. Adquiriram em 1982 um lote e colocaram no nome de sua filha, psicóloga, hoje casada, com uma filha, e que não tendo aonde morar, nem dinheiro para pagar aluguel, nem a quem pedir empretado, como alguns privilegiados, está morando com o marido e filha no apartamento de 2 quartos dos pais, adquirido com muito suor e trabalho, tendo sido obrigada a vender por 40.000 mil reais seu lote, dos quais 4.000 para corretagem, já que não pode construir, nem morar nessa rua transformada em favela pelo Sr. Cesar Maia. Talvez assim o Sr. Cesar Maia dê boas gargalhadas, que obviamente não aparecerão no seu programa eleitoral, mas que certamente lhe desopilarão o fígado.

Maria Lucia Massot

Moradora de classe média no Recreio dos Bandeirantes, transformada em favelada pela administração Cesar Maia


De: Factóides & Factóides
Para: Maria Lucia
Assunto: Re: Desestress
Data: Sexta-feira, 4 de Setembro de 1998 06:25

MARIA LÚCIA;

Enquanto muitos estavam desatentos a Câmara de vereadores em 1991 cristalizou na lei orgânica do município todas as invasões,etc... Assim desencadeou-se o mais amplo processo de invasões. Em meu governo procurei estabelecer limites e urbanizar para integrar e qualificar toda a área. Se alguém quizer de volta a situação anterior sabe em quem deve votar. Quem não quizer lei e ordem,sabe em quem votar. Não acredito que seja o seu caso.

CESAR MAIA


De: Maria Lucia
Para: Factóides & Factóides
Assunto: Favela Bairro
Data: Sábado, 12 de Setembro de 1998 23:51

Senhor Cesar Maia

A Lei Orgânica do Município também proíbe que sejam declaradas áreas de Interesse Social faixas marginais de águas de superfície. A L.O.M.R.J. também obriga que os moradores sejam ouvidos, o que jamais ocorreu em seu governo. A L.O. M.R.J. também proíbe que sejam declaradas áreas de Interesse Social as Unidades de Conservação, e o Senhor assinou o decreto 12.329, em 1993, declarando essa área de Especial Interesse Ambiental. Só um governo autoritário como o seu forneceria ônibus para que os favelados fossem para a Câmara dos Vereadores intimidar os Vereadores que se recusavam a aprovar o Favela Bairro no Recreio dos Bandeirantes. Obviamente é fácil intimidar também moradores indefesos, sobretudo mulheres que ousam questionar sua política imoral, jogando favelas contra nós, como fez sua administração.

O Senhor também se comprometeu a indenizar os moradores da classe média, prejudicados com a favela criada pelo seu governo nas nossas portas, já que jamais aceitou rever o projeto imoral, ilegal, que pretendia beneficiar construtoras, e ganhar votos dos favelados.

Compareça à minha rua, Leon Eliachar, para ver o que o seu governo criou. É realmente uma cara de pau falar em lei em ordem, quando os limites criados pela sua administração são os nossos muros. E pagamos alto IPTU, para sermos transformados em moradores de favela.

É fácil falar em ordem, quando o Senhor e seu Prefeito arquiteto se escondem em condomínios fechados, ou se mudam para o endereço mais caro do Rio, aliás o preferido dos ex-governantes, mas não respeitam a L.O.M., modificam a legislação as escâncaras, e nos obrigam a recorrer à Justiça.

Espero que seu governo nunca mais retorne ao Rio de Janeiro, para o bem dessa cidade. Vocês vão cair, como tantos caíram. Políticos capazes e sérios entram para a História, o resto se perde e se esquece. O ostracismo será pouco para vocês. O repúdio popular, que já está se iniciando, será a minha vitória.

A sua assessoria, ao que parece, está completamente por fora do que está ocorrendo na minha porta. Compareça à minha rua, Leon Eliachar, para verificar com seus próprios olhos o que a sua administração criou aqui.

Aliás, o senhor já esteve aqui em 1996 para inaugurar 10 casas ilegais, sem licença, num esbulho de um lote particular, praticado pelo seu governo, que não só invadem calçadas, afastamentos frontal e laterais, como desvalorizam conscientemente nossos imóveis.

Maria Lucia Massot


De: Maria Lucia
Para: Factóides & Factóides
Assunto: Lei Orgânica
Data: Domingo, 13 de Setembro de 1998 00:15

Senhor Cesar Maia

Aliás, o que o senhor fez, como cidadão e político, para evitar que em 1991 a Lei Orgânica do Município cristalizasse as invasões? O que o senhor fez durante o seu governo para evitar as invasões e crescimento das favelas no Recreio dos Bandeirantes?

Maria Lucia Massot


De: Factóides & Factóides
Para: Maria Lucia
Data: Domingo, 13 de Setembro de 1998 06:00
Assunto: Re: Favela Bairro

 

MARIA LÚCIA;

 

Seus direitos não podem ser feridos por nenhum governo. Vou encaminhar sua mensagem a procuradoria do município. E peço que litigie com a prefeitura. Continuo a achar que fiz o certo,o legal e o melhor. Mas não sou o dono da verdade.

CESAR MAIA


 

De: "Maria Lucia" 

Para: "Factóides & Factóides" 

Enviada em: domingo, 13 de setembro de 1998 21:05

Assunto: Re: Favela Bairro

 

Senhor Cesar Maia

Quem feriu meus direitos foi seu governo. Obviamente que vou questionar a Prefeitura, já que o senhor armou tudo isso e pulou fora. O senhor acha que fez o certo, o legal e o melhor. O legal o senhor sabe que não fez já que as obras do favela bairro e as construções começaram em dez. 95, o seu decreto destinando o lote V-7 área de especial interesse social para fins de desapropriação só foi assinado em maio/96, após denúncia minha ao Ministério Público e a lei, inconstitucional, que aprova a favela como área de interesse social só passou pela Câmara no final de seu governo, nov/96. Portanto é tudo ilegal, já que não havia licença para as obras e o terreno é propriedade da Cia. Recreio Imobiliária S.A. que havia deixado construir as casas ilegais em sua propriedade pois receberia lotes pertencentes ao Município afastados da favela. Uma imoralidade administrativa de seu governo. O melhor o senhor sabe que não fez, tanto que diz que vai encaminhar à Procuradoria do Município a minha mensagem, e me pede para litigar com a Prefeitura, já que obviamente o senhor nada mais tem com o caso, e eu que vá-me queixar ao bispo. O prejuízo está aí, as casas que me prejudicam estão aí, todos que vem aqui, inclusive os pobres, tanto de outras regiões como da favela me dão razão, reconhecem que isso desvalorizou a minha casa. Pior do que a desvalorização é a perda da qualidade de vida quando o Sr.sabe que é impossível integrar da forma pretendida, colocando casas que invadem calçadas, afastamentos frontais e laterais, nivelando-nos à favela. A imundície, a buraqueira, os modos deles obviamente não são na sua porta. Eu que litigie com a Prefeitura. E o senhor continua a achar que fez o certo, o legal e o melhor. Que o senhor não é o dono da verdade todos nós sabemos, mas que o senhor se julgou acima das leis também é verdade.

Nero quando pôs fogo em Roma também julgava que tinha feito o certo, o legal e o melhor.

Maria Lucia Massot


De: Factóides & Factóides 
Para: Maria Lucia
Assunto: Re: Lei Orgânica
Data: Domingo, 13 de Setembro de 1998 06:03

MARIA LÚCIA;

A propósito: na Baixada de Jacarepaguá as invasões que cresciam a 14% ao ano regrediram para menos 5% ao ano com as transferências para casas das comuinidades da Restinga,no Recreio,da Vila Marapendi e da Via Parque. Todas as TVs noticiaram.

CESAR MAIA


De: Maria Lucia
Para:
Factóides & Factóides
Assunto: Favelas no Recreio - Lei Orgânica
Data: Domingo, 13 de Setembro de 1998 19:53

 

Senhor Cesar Maia,

A Favela da Restinga foi em parte removida para Sta.Cruz, mas de nada adiantou, pois após a duplicação da Av. das Américas, as invasões voltaram ao longo da Av, nada tendo a sua administração e de seu Prefeito arquiteto feito para impedir. A Favela do Canal das Taxas cresceu com o apoio do seu filhote Sr.Eduardo Paes, quando após 1993 descobriu que a favela seria um reduto eleitoral. A imoralidade é tamanha que o Sr. Eduardo Paes comparece à favela, almoça na casa dos invasores, compactua com toda ilegalidade e proíbe que qualquer associação de bairro me convide para participar dos debates, tenta jogar os moradores da favela contra mim, logo eu que sempre entrei na favela, conheço os moradores mais antigos pelo nome, ajudei e muito a eles. O senhor obviamente desconhece o que se passa aqui. Desconhece sobretudo que nós moradores da classe média pretendíamos não expulsar os favelados carentes, os verdadeiros carentes, não os aproveitadores como tantos sobretudo no Terreirão, para longe do bairro, como seu filhotes fez na Barra. Entendemos que não é justo, visto que o Plano Lucio Costa, tão odiado e modificado pelo seu Prefeito arquiteto, destina extensa área para população de baixa renda, na própria região, área essa muito mais barata, e com pouquíssimas construções, esperando apenas a especulação imobiliária, tão apoiada pelo seu Prefeito arquiteto. O que não é justo é que moradores como eu, que enfrentamos esse local abandonado durante décadas pela administração pública, empregamos nosso dinheiro e suor no local sejamos expulsos porque sua administração incompetente, com arquitetos medíocres como o senhor Conde e o Sr. Sergio Magalhães, resolveu de forma autoritária e nazista nos impor seus projetos e interesses. Vocês que também pertencem à classe média, não conseguem entendem nada. Não conseguem entender que não somos como as classes sociais da Barra, que se escondem em condomínios de luxo, e aplaudem os show-off do seu filhote Eduardo Paes expulsando os favelados para longe. Muito mais importante do que os favelas bairro mostrados em seus programas seria uma política de transporte que interligasse as regiões do Rio. Creio que o Sr.não sabe, mas o Lerner quando foi trazido pelo seu odiado Brizola para ser secretário no Rio fez inúmeros projetos, muito bons, inclusive aproveitando a encosta de São Conrado para implantar o metrô aéreo utilizando o trem movido a ar, inventado por um engenheiro gaúcho. O arquiteto Sergio Bernardes, também possui inúmeros projetos criando anéis utilizando justamente a topografia do Rio. Mas o ciúme de arquitetos medíocres como o seu Prefeito Conde (qual o projeto conhecido desse senhor que o fez conhecido se não internacionalmente pelo menos nacionalmente?), o Senhor Sergio Magalhães, os arquitetos cariocas obrigam os governos do Rio a arquivarem esses projetos. É pena que o senhor esteja mal assessorado por pessoas medíocres. Caso o senhor não saiba, o Ministro Gustavo Capanema, não entendia nada de arquitetura, mas lançou o Oscar Niemeyer, Lucio Costa, trouxe o Corbusier ao Brasil. E se tornou uma das figuras mais importantes da velha República.

Quanto a redução para 5% da invasões do Recreio, o senhor deve me achar uma alienada que acredita no que se diz na mídia. Senhor Cesar Maia, as invasões não só não diminuíram como são estimuladas pelos seus aliados. O senhor deve estar no país das maravilhas, ao contrário de mim que moro no Recreio e posso dizer quando começou cada invasão.

Caso o senhor não saiba, já estou movendo uma ação contra a Prefeitura, apesar de não achar justo que as indenizações sejam pagas com o dinheiro público, já que esse dinheiro é nosso, dos impostos dos contribuintes. Entretanto é assim que se questiona na Justiça. Deveriam ser vocês os governantes, secretários e projetistas que pagassem do próprio bolso as indenizações, assim seria se estivéssemos numa democracia, mas como estamos numa ditadura...

Maria Lucia Massot


De: Maria Lucia
Para: Factóides & Factóides
Assunto: convite 
Data: Terça-feira, 22 de Setembro de 1998 22:14

Senhor Cesar Maia,

Soube de sua visita no sábado à Favela Canal das Taxas, aonde o senhor foi ciceronado pela vice-presidente da favela TATÁ. Aliás que mora numa invasão de 1989, 4 anos antes de seu governo. Soube também que o senhor esteve com a dona Nadir, moradora antiga do Recreio, já que aqui nasceu, mas não na favela, que não existia na época. Espero que o senhor tenha vindo à minha rua para ver com seus próprios olhos a imoralidade administrativa que transformou a mim e a meus vizinhos em favelados, mas com o agravante de pagarmos altíssimo IPTU. Convido-o a vir ao Recreio no dia e hora que desejar para uma reunião do Conselho Comunitário do Recreio (COR), aonde o senhor poderá expor suas idéias e explicações para esse e outros projetos executados por sua administração. Acho que é o mínimo que o senhor deve à comunidade classe média do Recreio que paga impostos, mas totalmente esquecida pelo senhor e seus candidatos. Obviamente não acredito que aqui venha ou que aceite o convite, mas caso deseje posso oferecer a minha casa para a reunião.

Maria Lucia Massot


De: Lucia
Para: Factóides & Factóides
Assunto: Visita à favela
Data: Sábado, 26 de Setembro de 1998 10:40

Senhor Cesar Maia,

O que houve, ficou intimidado quando lhe disse que já estava na Justiça? Mas os homens corajosos nada temem. Sei perfeitamente que o senhor está mandando cópia do que lhe escrevo para a Favela, mas isso é até bom, pois mostra que, mesmo agindo como uma cobra sorrateira o senhor e seus filhotes sabem que serão questionados mais tarde, assim como estão sendo por mim agora. Jamais escondi minha posição de quem quer que seja na Favela, ao contrário do senhor e seus filhotes. Seus filhotes como Eduardo Paes e Guaraná têm a cara de pau de comparecer à Associações de Bairro do Recreio e afirmar que nós não devemos nos preocupar pois aqui é uma área nobre e os favelados vão vender e ir embora. O mesmo me foi dito pelo Procurador do Município Dr. da Matta, que emite pareceres mandando o órgão público emitir licença de uma obra da prefeitura (lote V-7), numa área particular, num esbulho claro por parte do Poder Público. Obviamente o senhor sabe que em qualquer tempo a Lei que declara Área de Interesse Social a favela pode ser questionada, pois é uma área non aedificandi, beira de canal. Mas que importa a ilegalidade para o senhor? Desde que os pobres dos moradores da Favela acreditem que não serão jamais removidos, e o senhor e seus filhotes ganhem as eleições o resto é balela, não é mesmo.? Digo e repito: A FAVELA DO CANAL DAS TAXAS É UMA VERGONHA PARA QUALQUER GOVERNO. ESTÁ FORA DAS LEIS DE MEIO AMBIENTE, FERE ARTIGOS DA LEI ORGÂNICA, E É CONSTITUÍDA DE UMA CLASSE COM PADRÃO DE MÉDIA QUE SE DIZ CARENTE. AS CASAS POPULARES ERGUIDAS PELO SEU GOVERNO SÃO UMA AFRONTA AO BOM GOSTO, À CONSTITUIÇÃO FEDERAL. BENEFICIA UMA COMPANHIA PARTICULAR EM DETRIMENTO DE NÓS MORADORES QUE ADQUIRIMOS LEGALMENTE NOSSOS IMÓVEIS. O seu secretário de Habitação e seu Prefeito arquitetos são de uma total incompetência e o que é pior, medíocres. Nada entendem de urbanização de favela. ESSE PROJETO É OPORTUNISTA ALIÁS COMO FOI PAUTADO SEU GOVERNO. Peço-lhe que continue a mostrar aos moradores da favela o que escrevo. Assim me pouparão o trabalho e a saliva.

Maria Lucia Massot moradora classe média transformada em favelada pela incompetente administração Cesar Maia e Conde


De: Conselho Comunitário do Recreio
Para: Factóides & Factóides
Assunto: Recreio dos Bandeirantes
Data: Terça-feira, 13 de Outubro de 1998 16:50

Dr. Cesar Maia,

A propaganda principal de sua campanha se baseia: "Prometeu, o Cesar Maia cumpre". Interessante é que isso não aconteceu no Recreio dos Bandeirantes. Quando o senhor compareceu ao Parque Chico Mendes em 1996, foi comunicado por mim de uma irregularidade na construção do Favela Bairro, no lote V-7, então com 10 casas já em fase de construção. O Sr. me pediu que levasse a documentação sobre o caso, o que eu fiz no mesmo dia, e iria parar a obra ou indenizar os vizinhos da rua Leon Eliachar, principalmente a Dra. Maria Lucia Massot, que foi a mais prejudicada. Hoje já existem 81 casas prontas (não foram construídas mais porque não caberiam no lote), e nada foi feito. Os moradores estão vendendo seus imóveis, fugindo do local, e recorrendo à Justiça. Onde está o cumprimento da promessa feita em frente a um número enorme de pessoas?

Liliane da Fonseca Costa

Conselho Comunitário do Recreio


De: Maria Lucia

Para: Factóides & Factóides

Assunto: En: Governo

Data: Sábado, 24 de Outubro de 1998 12:22

Senhor Cesar Maia,

Votei no senhor em 1992, escrevi uma carta aos leitores do Jornal O Globo quando o senhor publicou em 1990 um artigo na 1a página do jornal falando sobre as reformas pretendidas pelo plano Collor (não votei nele, mas no Mario Covas), defendi-o com meus amigos e conhecidos quando o senhor foi para a Cinelândia explicar aos eleitores do PDT a sua posição. Jamais lhe pedi qualquer favor. Agora voto no "radialista"para não votar num nazista, tecnocrata, que não vê nada a não ser o próprio umbigo. Para quem tem um apartamento em Nova Iorque( não declarado no Imposto de Renda, no valor de $300.000,00), outro no Novo Leblon e mora no endereço mais caro do Rio obviamente se entende o que digo, não lhe importa. Não sabe o que é perder o uníco imóvel pela incompetência dos governantes. As cartas recortadas de cartas dos leitores do O Globo, falam por si.

Maria Lucia Massot


De: Lucia
Para: Factóides & Factóides
Assunto: Favela Bairro
Data: Sábado, 24 de Outubro de 1998 13:01

Senhor Cesar Maia,

Você pode enganar alguns algum tempo, você pode enganar muitos muito tempo, mas você não pode enganar a todos o tempo todo. Churchill

Maria Lucia Massot


De: Maria Lucia
Para: Factóides & Factóides
Assunto: Interior
Data: Segunda-feira, 26 de Outubro de 1998 10:40

 

Senhor Cesar Maia,

Infelizmente o senhor e o Garotinho pecaram por um desconhecimento dos inchaços das favelas no Rio. Nenhum dos dois se preocupou com o problema da lavoura no Estado do Rio. Importamos comida de outros estados. Grande parte da população das favelas vem do interior do Estado do Rio e outros estados, em busca de trabalho abandonando o campo. Há décadas tem sido assim.

Procure na página www.istoe.com.br, a reportagem "A vila dos com terra" de 12/08/98 e verá que soluções estão sendo implantadas no país.

Comuniquei-lhe que moradores do Terreirão estão comprando sítios e fazendas no estado de origem, mas não foi levado em conta. Isso porque querem voltar às origens do campo, já como proprietários e não como bóias-frias, ou com empregados de fazendas. Se tiver interesse, veja a reportagem.

Maria Lucia Massot